C A S B A H

C     A     S     B     A     H

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Ela me deu o seu amor. Eu tomei.
No dia 16 de maio viajei.
Espaçonave, atropelado, procurei
O meu amor aperreado.

Apenas apanhei na beira-mar
Um táxi pra estação lunar.


Poucas pessoas podem relatar a data da própria morte. Eu sou uma delas.
Há exatos dezessete anos eu deixei minha vida, a vida que eu havia planejado por anos, a vida que eu havia perseguido com muitos sacrifícios - meus e principalmente de outras pessoas que confiaram em mim.
Saí dessa vida pela porta da frente, voluntariamente, à noite, uma noite escura como o futuro que me aguardava do outro lado.
Mergulhei no fracasso, exilei-me dos sonhos da juventude.
Fui fraco.
Apenas isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário